Consumista assumida, compro de tudo e sempre aos montes, pra que só um esmalte?!! ...

terça-feira, novembro 30, 2010


Onde está o ferro que falta em você?



1
Os sinais e sintomas da carência de ferro são inespecíficos, necessitando-se de exames laboratoriais, como o de sangue para que seja confirmado o diagnóstico. Os principais sinais e sintomas são: a fadiga generalizada, anorexia (falta de apetite), palidez de pele e mucosas (parte interna do olho, gengivas), menor disposição para o trabalho, dificuldade de aprendizagem nas crianças, apatia (crianças muito "paradas").

A deficiência de ferro pode ser causada pela ingestão insuficiente de alimentos ricos em ferro. Os indivíduos podem ingerir alimentos em quantidades insuficientes, levando a uma ingestão também insuficiente de ferro. Isso ocorre porque as pessoas/famílias não dispõem de recursos financeiros para adquirirem os alimentos necessários a sua sobrevivência e também porque podem desconhecer os alimentos que são as fontes mais ricas de Ferro. O ferro originado de alimentos de origem animal (carnes, por exemplo) é muito melhor aproveitado pelo nosso organismo do que aquele de origem vegetal. Por isso, é importante ter uma alimentação que contenha alimentos de origem animal e vegetal, principalmente para aqueles indivíduos que apresentam uma necessidade aumentada desse nutriente.

As crianças em fase de crescimento, adolescentes, mulheres gestantes e lactantes, mulheres em idade reprodutiva, indivíduos que exercem atividade física intensa. Por outro lado, é preciso destacar ainda que a falta de saneamento básico como uma das medidas mais importantes para evitar as parasitoses. Os indivíduos adquirem parasitoses em contato com ambientes infectados por vermes ou quando ingerem água não tratada e alimentos contaminados por parasitas. As parasitoses podem também causar este tipo de anemia ou agravar a deficiência de ferro do indivíduo. Outras causas são as perdas excessivas de sangue como as hemorragias, menstruação excessiva, verminoses e o aumento das necessidades orgânicas de ferro através do crescimento, gestação e lactação, esclarece.

Conseqüências

A carência de ferro é denominada anemia ferropriva ou anemia por carência de ferro. É uma deficiência nutricional grave que afeta grande parcela da população mundial de praticamente todos os estratos sociais. Crianças, gestantes, lactantes (mulheres que estão amamentando), meninas adolescentes, mulheres adultas em fase de reprodução são os grupos mais afetados pela doença, muito embora homens, adolescentes, adultos e os idosos também possam ser afetados por ela.

A anemia ferropriva está associada a maior mortalidade entre mulheres parturientes e ao aumento do risco de nascimento de crianças prematuras e de crianças de baixo peso ao nascer. Alguns estudos relatam a queda de produtividade dos trabalhadores como estando associada este tipo de anemia. A deficiência de ferro influencia também na resistência dos indivíduos às infecções. Existe uma maior propensão às infecções e maior mortalidade entre crianças com deficiência de ferro. Além disso, alguns estudos revelam atrasos no crescimento associado a este tipo de anemia

Uma dieta equilibrada fornece a quantidade de ferro que você precisa para ter saúde e manter o rendimento esportivo, mas muita gente não sabe quais alimentos são os mais ricos nesse mineral e a caba por deixar fora do prato comidas riquíssimas em ferro, como algas, semente de abóbora ou germe de trigo.
Os mais ricos no mineral (conteúdo em mg por 100 g):
  • Algas wakeme e nori  – 40
  • Arenque salgado – 20
  • Semente de abóbora – 11
  • Gergelim – 10
  • Milho Alvo – 9
  • Fígado de boi – 9
  • Soja – 8,6
  • Salsa – 8,5
  • Pistache – 7,3
  • Semente de girassol – 7
  • Lentilha – 6,9
  • Grão – de – bico – 6,5
  • Ostra e milhão – 6,1
  • Pinhão – 5,2
  • Floco de Aveia – 5
  • Damasco – 5
  • Amêndoa – 4,7
  • Espinafre – 4,1
  • Avelã – 3,8
  • Carne magra – 3,7
  • Batata – doce – 3,5
  • Figo seco – 3,2
  • Acelga – 2,7
Mulheres e homens: exigências diferentes
As necessidades de ferro dos homens e das mulheres em idade fértil são diferentes.
Abaixo, dois exemplos de cardápio que incluem as quantidades indispensáveis para eles e para elas.
Homens:
Alimentos                    Conteúdo em ferro
60g de lentilha              4,3 mg
100g de acelga              3 mg
50 g de avelã                 2 mg
Um ovo                         1,4 mg
Total:                             10,7 mg de ferro
Mulheres:
Alimentos                             Conteúdo em ferro
200 g de espinafre                   8 mg
60 g de milho alvo                   5,5 mg
100 g de atum                          1,5 mg
60 g de pão integral                 1,5 mg
Total:                                        16,5 mg de ferro


Um Nutriente Essencial na Prevenção da Celulite

A falta de ferro no seu organismo, para além de poder causar anemia, favorece ainda o desenvolvimento da celulite. Sendo assim, é de extrema importância que consuma diariamente alimentos ricos neste nutriente.
Os minerais são nutrientes com função plástica e reguladora do organismo. É necessário ingerir cálcio e fósforo em quantidades suficientes para a constituição do esqueleto e dos dentes. Outros minerais, como o iodo e o flúor, apesar de serem necessários apenas em pequenas quantidades, previnem o aparecimento de doenças como a cárie dentária e o bócio. Uma alimentação pobre em ferro provoca anemia (falta de glóbulos vermelhos no sangue). O excesso de sódio, provocado pela ingestão exagerada de sal, aumenta o risco de doenças cardiovasculares e é um dos responsáveis pela hipertensão.

1 comentários:

=) disse...

Amei o post e as dicas!
Eu que vivo com falata de ferro vou prestar mais atenção!!!

Beijos,

@Lis_endehors
http://coisitaseluxo.com.br
Twitter: www.twitter.com/coisitasdeluxo

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...